Seis B Bula

Seis B

  • Na profilaxia e tratamento dos estados de deficiência de
    piroxidina (Vitamina B6);
  • Alcoolismo;
  • Queimaduras;
  • Distúrbios metabólicos congênitos (cistationúria,
    hiperoxalúria, homocistinúria, acidúria xanturênica);
  • Febre crônica;
  • Gastrectomia;
  • Hemodiálise;
  • Hipertireoidismo;
  • Iinfecções;
  • Doenças intestinais (celíaca, diarréia, enterite regional,
    espru);
  • Síndrome de má-absorção associada a doenças
    hepáticas-biliares;
  • Estresse prolongado.

Como Seis-B funciona?

Seis-B é a Vitamina B6 ou cloridrato de Piridoxina, um
componente de diversos alimentos, essencial para o metabolismo e a
manutenção da saúde. Em alguns casos é necessário suplementar a
quantidade de Piridoxina (vitamina B6), conforme prescrito pelo
médico.

A sua necessidade de Seis-B pode estar aumentada em
algumas situações como

Alcoolismo, queimaduras, diarréia, diálise, doenças hepáticas ou
intestinais, hipertireoidismo, estresse, tratamento com
anticoncepcionais contendo estrógenos, ou síndrome de tensão
pré-menstrual.

Contraindicação do Seis-B

Informe ao seu médico sobre qualquer medicamento que esteja
usando, antes do início ou durante o tratamento. Seis-B é
contra-indicado para pacientes alérgicos à Piridoxina (vitamina
B6).

Como usar o Seis-B

Administrar os comprimidos com meio copo de água, sem
mastigá-los.

Posologia

Adultos e crianças acima de 2 anos de idade

Síndrome da dependência de piridoxina

Iniciar com 25 a 600 mg/dia.

Manutenção

50 mg/dia permanentemente.

Adultos

Deficiência droga-induzida

Prevenção

10 a 50 mg/dia (penicilamina).

100 a 300 mg/dia (ciclosserina, hidralazina, isoniazida).

Tratamento

50 a 200 mg/dia durante 3 semanas.

Manutenção

25 a 100 mg/dia, se necessário, para evitar reincidência.

Alcoolismo

50 mg/dia durante 2 a 4 semanas; se houver correção da anemia, o
tratamento deve ser continuado indefinidamente para evitar
reincidência.

Anemia sideroblástica hereditária

200 a 600 mg/dia durante 1 a 2 meses. Em caso de resposta
terapêutica, manter 30 a 50 mg/dia permanentemente.

Síndrome de Tensão Pré-Menstrual

50 a 200 mg ao dia nos 10 dias que precedem a menstruação.

Depressão pelo uso de anticoncepcionais

50 a 200 mg ao dia, por tempo indeterminado, a critério
médico.

Pacientes idosos

Devem ser observados os mesmos cuidados recomendados para
pacientes adultos.

Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os
sintomas, procure orientação médica.

Precauções do Seis-B

Megadoses (2 a 6 gramas/dia) durante vários meses podem causar
neuropatias sensoriais graves.

O cloridrato de piridoxina acelera a degradação da levodopa,
reduzindo assim a eficácia desse medicamento. Pacientes em
tratamento com levodopa devem receber doses adicionais de Vitamina
B6, a não ser que o tratamento com levodopa esteja associado com um
inibidor de descarboxilase, quando não se produz a interação.

Doses muito elevadas (2 a 6 gramas/dia) durante vários meses
podem causar neuropatias sensoriais.

Durante o tratamento, visite regularmente seu médico e realize
os exames complementares solicitados.

Gravidez e lactação

Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do
tratamento ou após o seu término. Durante a gravidez a sua
necessidade de vitaminas está aumentada, entretanto doses
excessivas de Piridoxina (vitamina B6) podem prejudicar o bebê.
Informe ao médico se está amamentando.

Ingestão concomitante com outras
substâncias

O Cloridrato de Piridoxina (vitamina B6) acelera a degradação de
levodopa, reduzindo assim a eficácia desse medicamento no
tratamento da doença de Parkinson.

A isoniazida, a ciclosserina, etionamida, hidralazina,
penicilaminas e imunossupressores são antagonistas de Piridoxina
(vitamina B6). O uso prolongado de qualquer dessas drogas pode
causar deficiência de Piridoxina (vitamina B6), com conseqüente
anemia ou neurite periférica. A administração de Seis-B reduz
os efeitos colaterais neurológicos associados ao uso desses
medicamentos.

Alterações em exames laboratoriais

O Seis-B pode causar falso-positivo na determinação do
urobilinogênio quando se utiliza o reagente de Ehrlich’s.

Reações Adversas do Seis-B

Efeitos adversos de fato atribuíveis à piridoxina
isoladamente são raramente relatados, como

Queixas de acidez estomacal, indigestão e náuseas só descritas
com doses de 150 a 200 mg/dia, embora haja relato de neuropatias
periféricas com a ingestão de 200 mg/dia por mais de 30 dias.

Riscos do Seis-B

Neuropatia periférica

Composição do Seis-B

Cada comprimido contém:

Cloridrato de Piridoxina

100 mg

Excipiente* q.s.p

1 comprimido

*Polivinilpirrolidona, Lactose, Amido de milho,
Croscarmelose sódica, Estearato de magnésio, Metabissulfito de
sódio.

Superdosagem do Seis-B

A administração de doses diárias elevadas (acima de 500 mg/dia)
durante períodos prolongados, pode produzir neuropatias sensoriais
periféricas, as quais são reversíveis com a suspensão da
medicação.

Interação Medicamentosa do Seis-B

Ocorrem interações bioquímicas entre o fosfato de piridoxal e
certos medicamentos contendo penicilaminas, isoniazida,
imunossupressores, altretamina, ciclofosfamida, clorambucila,
cicloserina, etionamida, hidralazina, cloranfenicol por atuarem
como antagonista da Cloridrato de Piridoxina.

O Cloridrato de Piridoxina mesmo em pequenas doses, reverte
os efeitos da levodopa causando redução dos mesmos no tratamento do
parkinsonismo.

Portanto, os pacientes em tratamento com levodopa, devem evitar
medicamentos contendo Cloridrato de Piridoxina.

Interação Alimentícia do Seis-B

Não há relatos até o momento.

Ação da Substância Seis-B

Características Farmacológicas

A Cloridrato de Piridoxina participa das reações enzimáticas que
regularizam o metabolismo protídico, glicídico e lipídico.

A Cloridrato de Piridoxina pertence ao grupo prostético das
enzimas que descarboxilam a tirosina, arginina, o ácido glutâmico e
alguns outros aminoácidos.

Deste modo, funciona como uma codescarboxilase.

Farmacocinética

A Cloridrato de Piridoxina é convertida nos eritrócitos em
fosfato de piridoxal, que atua como coenzima em vários processos
metabólicos, ligados à utilização de proteínas, hidratos de carbono
e lipídeos.

A Cloridrato de Piridoxina está envolvida na conversão de
triptofano e niacina ou serotonina e à quebra de glicogênio em
glicose 1, conversão de oxalato em glicina, síntese de ácido gama
aminobutírico (GABA) no sistema nervoso central.

As vitaminas do complexo B são absorvidas rapidamente no trato
gastrointestinal, exceto nas síndromes de má absorção. A Cloridrato
de Piridoxina é absorvida principalmente no jejuno.

Biotransformação

Hepática.

Meia vida

15 a 20 dias.

Eliminação

  • – Renal:

    Cloridrato de Piridoxina é quase totalmente eliminado como
    metabólitos. O excesso depois de suprir as necessidades diárias, é
    excretada na urina, em sua maioria inalterado.

  • – Em diálise:

    Cloridrato de Piridoxina é eliminado por hemodiálise. Os
    pacientes devem receber quantidades maiores do que as quantidades
    diárias recomendadas.

Cuidados de Armazenamento do Seis-B

Os comprimidos de Seis-B devem ser mantidos em sua
embalagem original, na temperatura ambiente (entre 15 e 30˚C), ao
abrigo da umidade e protegido da luz.

Prazo de validade: Não utilize medicamento com a validade
vencida. O prazo de validade de Seis-B está impresso na
embalagem e é de 24 meses após a data de fabricação.

Nº do Lote; Data de Fabricação e Validade: vide
Cartucho.

Não utilize medicamento com a validade
vencida.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das
crianças.

Dizeres Legais do Seis-B

MS – 1.0118.0154.

Farmacêutico Responsável:

Dr. Eduardo Sérgio Medeiros Magliano
CRF-SP nº 7179.

Apsen Farmacêutica S/A

Rua La Paz, nº 37/67
Santo Amaro CEP 04755-020
São Paulo – SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
Indústria Brasileira.

Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os
sintomas, procure orientação médica.

Seis-B, Bula extraída manualmente da Anvisa.

Remedio Para – Indice de Bulas A-Z.

Compartilhe esta página!

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #12177
    Anônimo
    Convidado

    Seis B Bula

    Compartilhe suas experiências sobre este medicamento com outros usuários.
      • Utilizou este Remédio para?
      • Efeitos colaterais.
      • Resultados.
      • Indicações, sugestões e dicas!
    Acessar a Bula do medicamento.
    Seis B Bula Completa extraída da Anvisa
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.
Scroll to top