Dipirona Cafeina Brainfarma Bula

Dipirona CafeÍna Brainfarma

Fonte: Bula do Profissional do
Medicamento Cafilisador®.

Contraindicação do Dipirona + CafeÍna –
Brainfarma

Contraindicado para pacientes com hipersensibilidade conhecida a
qualquer componente da fórmula do produto.

Este medicamento não deve ser utilizado por pacientes que
apresentam problemas renais, hipertensão arterial, problemas
cardiocirculatórios, hepáticos e problemas específicos no sangue
tais como agranulocitopenia e a deficiência genética da
glicose-6-fosfato desidrogenase.

Pacientes com presença de úlcera gastroduodenal não devem fazer
uso deste medicamento.

Em caso de hipersensibilidade aos derivados pirazolônicos ou ao
ácido acetilsalicílico, particularmente naqueles pacientes nos
quais o ácido acetilsalicilico precipita crises de asma, urticária
ou rinite aguda; história de agranulocitose independente da origem;
deficiência de G-6-PD (risco de hemólise); porfiria, durante a
gestação e aleitamento.

Este medicamento é contraindicado nos três primeiros
meses de gravidez e após esse período, só deve ser empregado nos
casos de absoluta necessidade e sob orientação médica.

Fonte: Bula do Profissional do
Medicamento Cafilisador®.

Como usar o Dipirona + CafeÍna – Brainfarma

Tomar 1 a 2 comprimidos até 4 vezes ao dia, com um pouco de água
e sem mastigar.

Dose máxima diária recomendada

8 comprimidos/dia equivalente a 4g/dia de dipirona.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou
mastigado.

Fonte: Bula do Profissional do
Medicamento Cafilisador®.

Precauções do Dipirona + CafeÍna –
Brainfarma

Em tratamentos prolongados, recomenda-se o controle periódico do
quadro laboratorial hematológico. A dipirona pode inibir a função
plaquetária e prolongar o tempo de sangramento, sendo este efeito
reversível. Assim, deve-se ter cautela em pacientes portadores de
doenças intrínsecas da coagulação ou em uso de anticoagulantes.

Agranulocitose

É induzida pela dipirona. Trata-se de um acidente de origem
imunoalérgica, com duração de no mínimo uma semana. Esta reação é
muito rara, mas pode ser fatal. A agranulocitose não é dose
dependente e pode ocorrer a qualquer momento durante o
tratamento.

Os pacientes devem ser alertados para suspender a medicação e
consultar imediatamente seu médico caso apareça algum dos seguintes
sinais ou sintomas que podem estar relacionados com a neutropenia:
febre, calafrios, inflamação da garganta, ulcerações na cavidade
oral. No caso de neutropenia (lt;1.500 neutrófilos/mm3 ) o
tratamento deve ser descontinuado e o hemograma realizado
prontamente, para controlar e monitorar o quadro até o retomo a
normalidade.

Choque anafilático

Esta reação ocorre principalmente em indivíduos sensíveis.
Portanto, a dipirona deve ser prescrita com cuidado a pacientes
asmáticos ou atópicos.

Em pacientes com insuficiência renal grave, a posologia deve ser
diminuída.

A administração de dipirona nos casos de amigdalite ou outras
afecções do bucofaringe merece cuidado especial, pois as alterações
preexistentes podem mascarar os sintomas iniciais da angina
agranulocítica.

Utilizar a dipirona com cuidado em pacientes hipotensos ou com
instabilidade circulatória.

A dipirona deve ser usada com cautela em pacientes com asma
preexistente.

Em pacientes com insuficiência renal ou hepática,
desaconselha-se o uso de altas doses de dipirona, visto que a taxa
de eliminação é reduzida nestes pacientes. Pacientes com
insuficiência cardíaca, usuários de diuréticos e idosos possuem
maior risco de toxicidade renal; assim, devem ter cautela ao
utilizar o produto devendo ser cuidadosamente monitorados.

É desaconselhável o seu uso durante a gravidez devido aos riscos
de efeitos sobre o sistema cardiovascular fetal, principalmente no
terceiro trimestre de gravidez e durante a lactação.

A amamentação deve ser evitada durante e até 48 horas após o uso
deste medicamento devido à possível excreção pelo leite
materno.

Gravidez – Categoria de risco C

Não foram realizados estudos em animais e nem em mulheres
grávidas; ou então, os estudos em animais revelaram risco, mas não
existem estudos disponíveis realizados em mulheres grávidas.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres
grávidas sem orientação médica ou do
cirurgião-dentista.

Durante o tratamento recomenda-se evitar a ingestão de bebidas
alcoólicas. A ação irritante do álcool no estômago é aumentada
quando é ingerido com este medicamento, podendo aumentar o risco de
úlcera e sangramento.

Pacientes com intolerância ao álcool, ou seja, pacientes que
reagem até mesmo a pequenas quantidades de certas bebidas
alcoólicas, apresentando sintomas como espirros, lacrimejamento e
rubor pronunciado da face, demonstraram que podem ser portadores de
síndrome de asma analgésica prévia não diagnosticada.

Fonte: Bula do Profissional do
Medicamento Cafilisador®.

Reações Adversas do Dipirona + CafeÍna –
Brainfarma

As frequências das reações adversas estão listadas a
seguir de acordo com a seguinte convenção:

  • Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que
    utilizam este medicamento).
  • Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam
    este medicamento).
  • Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que
    utilizam este medicamento).
  • Reação rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que
    utilizam este medicamento).
  • Reação muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que
    utilizam este medicamento).

Reações comuns

Reações cutâneas

Prurido na pele ou erupções.

Cardiocirculatórias

Queda da pressão arterial.

Outras

Algumas vezes a urina com pH ácido pode apresentar coloração
avermelhada. Este fato pode ser decorrente da presença do ácido
rubazônico, metabólito presente em baixa concentração. Este efeito
não tem nenhum significado clínico.

Reações raras

Reações alérgicas

Choque anafilático.

Reações no aparelho digestório

Náuseas, vômitos, diarreia, dor de garganta, inflamação da boca,
dificuldades de engolir, mal-estar e calafrios.

Asma

Têm sido reportados casos de crise asmática, particularmente em
pacientes com intolerância ao ácido acetilsalicílico.

Reações muitos raras

Efeitos colaterais renais

Insuficiência renal aguda, nefropatia.

Distúrbios visuais

A cafeína poderá provocar escotomas cintilantes, zumbidos e
cefaleia.

Reações hematológicas

Agranulocitose; anemia e trombocitopenia.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de
Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em

Dipirona-Cafeina-Brainfarma, Bula extraída manualmente da Anvisa.

Remedio Para – Indice de Bulas A-Z.

Compartilhe esta página!

Remédio Para Fóruns Bulas de Medicamentos Dipirona Cafeina Brainfarma Bula

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #5133
    Anônimo
    Convidado

    Dipirona Cafeina Brainfarma Bula

    Compartilhe suas experiências sobre este medicamento com outros usuários.
      • Utilizou este Remédio para?
      • Efeitos colaterais.
      • Resultados.
      • Indicações, sugestões e dicas!
    Acessar a Bula do medicamento.
    Dipirona Cafeina Brainfarma Bula Completa extraída da Anvisa
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.
Scroll to top