Ginkolab Bula

Ginkolab

– Tratamento de microvarizes, úlceras varicosas, cansaço das
pernas, artrite dos membros inferiores.
– Processos causados pelo abastecimento deficiente de oxigênio e
substâncias nutritivas.
– Casos de dor, palidez e cianose das extremidades com sensação de
frio.
– Tratamento de toda a isquemia seja cerebral ou periférica.
– Casos de vertigem e deficiência auditivas.-Tratamento profilático
do envelhecimento celular e tratamento estético pela inibição da
destruição do colágeno.

Contraindicação do Ginkolab

– Hipersensibilidade ao extrato Ginkgo biloba

Como usar o Ginkolab

Uso Oral

Adultos

– Comprimidos de 40mg: 1 comprimido, 3 vezes ao dia ou 2
comprimidos 2 vezes ao dia.

– Comprimidos de 80mg: 1 comprimido, 2 vezes ao dia.

– Comprimidos de 120mg: 1 comprimido, 1 vez ao dia

Precauções do Ginkolab

De acordo com a categoria de risco de fármacos destinados às
mulheres grávidas, este medicamento apresenta categoria de risco
C.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres
grávidas e em amamentação sem orientação médica ou do
cirurgião-dentista.

Fonte: Bula do Profissional do
Medicamento Tanakan.

Reações Adversas do Ginkolab

Podem ocorrer distúrbios gastrointestinais, cefaleia e reações
alérgicas cutâneas (hiperemia, edema e prurido) (GARCIA,
199826). Também foram relatados enjoos, palpitações,
hemorragias e hipotensão (BLUMENTHAL, 198727). Casos de
hemorragia subaracnóide , hematoma subdural, hemorragia
intracerebral, hematoma subfrênico, hemorragia vítrea e sangramento
pós operatório foram relatados em pacientes que faziam uso de
Ginkgo Biloba (substância ativa) isoladamente (MICROMEDEX,
200728; HAUSER et al. 200229;
BENJAMIN et al., 200130; FESSENDEN et
al
., 200131; VALE, 199832; ROWIN amp;
LEWIS, 177633).

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de
Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em
” www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm”
18/08/20014.
29. HAUSER, D; GAYOWSKI, T; SINGH, N. Bleeding complications
precipitated by unrecognized Ginkgo biloba use after liver
transplantation. Transpl Int. 2002; 15(7): 377-9.
30. BENJAMIN, J; MUIR, T; BRIGGS K et al. A case of cerebral
haemorrhage can Ginkgo biloba be implicated? Postgrad Med J 2001;
77(904):112-3.
31. FESSENDEN, JM; WITTENBORN, W; CLARKE, L. Ginkgo biloba: A case
report of herbal medicine and bleeding postoperatively from a
laparoscopic cholescystectomy. Am Surg. 2001; 67(1): 33-5.
32. VALE, S. Subarachnoid haemorrhage associated with Ginkgo
biloba. Lancet. 1998; 352(9121):36.
33. ROWIN, J; LEWIS, SL. Spontaneous bilateral subdural hematomas
associated with chronic Ginkgo biloba ingestion (letter).
Neurology. 1996; 46(6):1775-6.

Fonte: Bula do Profissional do
Medicamento Tanakan.

Interação Medicamentosa do Ginkolab

A associação deste medicamento com anticoagulantes,
antiplaquetários, antiinflamatórios não esteroidais (AINES) e/ou
agentes trombolíticos pode aumentar o risco de hemorragias
(MICROMEDEX® 2.0, 201419).

Este medicamento pode diminuir a efetividade dos
anticonvulsivantes e pode alterar os efeitos da insulina,
aumentando a sua depuração (MICROMEDEX® 2.0,
201419).

Pode provocar mudanças no estado mental quando associado à
buspirona ou ao Hypericum perforatum (MICROMEDEX® 2.0,
201419).

Pode potencializar o efeito dos inibidores da monoaminaoxidase e
pode aumentar o risco dos efeitos colaterais da nifedipina
(MICROMEDEX® 2.0, 201419).

Pode aumentar o risco de aparecimento da síndrome
serotoninérgica quando associado aos inibidores da recaptação de
serotonina e pode causar hipertensão em uso concomitante com os
diuréticos tiazídicos (MICROMEDEX® 2.0, 201419).

A associação deste medicamento com omeprazol pode acarretar
diminuição de nível sérico do omeprazol (YIN et al.,
200420).

A associação com trazodona pode trazer risco de sedação
excessiva (GALLUZZI et al., 200021).

O uso concomitante de Ginkgo Biloba (substância ativa) pode
aumentar os riscos de eventos adversos causados pela risperidona,
como, por exemplo, priapismo (LIN et al.,
200722).

A associação com papaverina pode acarretar potencialização de
efeitos terapêuticos e adversos (SIKORA et al.,
198923).

Referências bibliográficas

19. MICROMEDEX® versão 2.0.
Disponível em: ” www.micromedexsolutions.com”
18/08/20014.
11. OTAMIRI, T; TAGESSON, C. Ginkgo Biloba (substância ativa)
extract prevents mucosa damage associated with small intestinal
ischaemia. Scand J Gastroenterol. 1989; 24(06):666-70.
12. KOLTRINGER, P; EBER, O; LIND, P. Mikrozirkulation und
viskoelastizitaet des vollblutes unter Ginkgo Biloba (substância
ativa) extract. Eine plazebokonntrollierte, randomisierte
Douppelblind-Studie. Perfusion.1989; 1:28-30.
13. WADA, K; ISHIGAKI, K; UEDA, K. Studies on the constitution of
edible and medicinal plants.Chem Pharm Bull 1988; 36 (5):
1779-82.
14. DE FEUDIS, FG. Ginkgo Biloba (substância ativa) extract (EGb
761): Pharmacological activities and clinical applications.
Editions Scientifiques Elsevier, Paris, France, 1991: 68-73.
15. AHLEMEYER, B; KRIEGELSTEIN, J. Neuroprotective effects of
Ginkgo Biloba (substância ativa) extract. American Chemical
Society; 1998: 210-20.
16. CALAPAI, G; CRUPI, A, FIRENZUOLI, F. Neuroprotective effects of
Ginkgo Biloba (substância ativa) extract in brain ischemia are
mediated by inhibition of nitric oxide synthesis. Life Sciences.
2000; 67:2673-83.

Fonte: Bula do Profissional do
Medicamento Tanakan.

Ginkolab, Bula extraída manualmente da Anvisa.

Remedio Para – Indice de Bulas A-Z.

Compartilhe esta página!

Remédio Para Fóruns Bulas de Medicamentos Ginkolab Bula

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #6929
    Anônimo
    Convidado

    Ginkolab Bula

    Compartilhe suas experiências sobre este medicamento com outros usuários.
      • Utilizou este Remédio para?
      • Efeitos colaterais.
      • Resultados.
      • Indicações, sugestões e dicas!
    Acessar a Bula do medicamento.
    Ginkolab Bula Completa extraída da Anvisa
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.
Scroll to top