Divena Bula

Divena

Contraindicação do Divena

Pantoprazol Magnésico Di-Hidratado (substância ativa) não deve
ser usado por pacientes que apresentem alergia (hipersensibilidade)
conhecida a quaisquer dos componentes da fórmula. 

Pantoprazol Magnésico Di-Hidratado (substância ativa), assim
como outros medicamentos da mesma classe, não deve ser
coadministrado com atazanavir/nelfinazir (medicamentos usados para
tratamento da AIDS). No caso de tratamento prolongado
(particularmente por mais de um ano) é recomendada supervisão
médica constante.

Este medicamento é contra-indicado para menores de 18
anos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres
grávidas ou durante a amamentação sem orientação médica ou do
cirurgião-dentista.

Como usar o Divena

Pantoprazol Magnésico Di-Hidratado (substância ativa) é para uso
exclusivamente oral e os comprimidos devem ser ingeridos inteiros
com um pouco de líquido.

Na maioria dos pacientes, o alívio dos sintomas é rápido e um
período de tratamento de 4 a 8 semanas é, em geral suficiente.

Este medicamento não pode ser partido, mastigado ou
dissolvido.

Posologia do Pantoprazol Magnésico
Di-Hidratado


A posologia habitualmente recomendada é de 1 comprimido de 40 mg
ao dia, antes, durante ou após o café da manhã, a menos que seja
prescrito de outra maneira pelo seu médico. A duração do tratamento
fica a critério médico e dependente da indicação.

Na doença de refluxo gastroesofágico

Tratamento da esofagite de refluxo

1 comprimido de 40 mg ao dia em um período de 4 semanas.

Nos casos com esofagite não cicatrizada ou com sintomas
persistentes é recomendado um período adicional de 4 semanas.

Os sintomas recorrentes poderão ser controlados administrando-se
1 comprimido de Pantoprazol Magnésico Di-Hidratado (substância
ativa) 40 mg ao dia, quando necessário (on demand), de
acordo com a intensidade dos mesmos.

A mudança para terapia contínua deve ser considerada nos casos
em que os sintomas não puderem ser devidamente controlados sob
terapia on demand.

Em casos isolados de esofagite por refluxo a dose diária pode
ser aumentada para 2 comprimidos ao dia, particularmente nos casos
de pacientes refratários a outros medicamentos antiulcerosos.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os
horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu
médico.

Precauções do Divena

Alguns sintomas (p. ex. significante perda de peso não
intencional, vômitos recorrentes e ou com sangue, dificuldade para
engolir, anemia ou fezes escuras) podem ser sinais de um transtorno
mais grave; assim, deve ser excluída a possibilidade de malignidade
na presença de qualquer desses sintomas de alarme e quando houver
suspeita ou presença de úlcera gástrica, já que o tratamento com
pantoprazol pode aliviar os sintomas e retardar o diagnóstico.

Casos os sintomas persistam apesar de tratamento adequado, devem
ser consideradas investigações adicionais.

Em casos de insuficiência hepática grave o uso de Pantoprazol
Magnésico Di-Hidratado (substância ativa) deve ser feito somente
com o acompanhamento regular de seu médico. Ocorrendo alteração das
características dos seus sintomas o médico deve ser informado.

Gravidez e amamentação

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres
grávidas ou durante a amamentação sem orientação médica ou do
cirurgião-dentista.

Pacientes pediátricos

A segurança e eficácia do emprego de Pantoprazol Magnésico
Di-Hidratado (substância ativa) não foram estabelecidas em menores
de 18 anos, portanto o seu uso não está indicado para pessoas
menores de 18 anos.

Pacientes idosos

Não é recomendada nenhuma adaptação posológica para pacientes
idosos. Pantoprazol Magnésico Di-Hidratado (substância ativa) pode
ser utilizado por pessoas com mais de 65 anos.

Dirigir e operar máquinas

Não há efeitos conhecidos sobre a capacidade de dirigir veículos
e operar máquinas.

Pacientes com insuficiência hepática

Em pacientes com problemas graves do fígado (insuficiência
hepática grave), a dose diária deve ser reduzida para 40 mg de
pantoprazol em dias alternados. Nestes pacientes, os níveis de
enzimas hepáticas devem ser monitorados durante a terapia com
pantoprazol; caso ocorra uma elevação destes níveis, o tratamento
com pantoprazol deve ser descontinuado.

Pacientes com insuficiência renal

Em pacientes com disfunção renal leve a moderada não é
necessário o ajuste posológico; a dose diária não deve ultrapassar
os regimes posológicos recomendados. Nos casos de insuficiência
renal grave o paciente deve ser cuidadosamente monitorado.

Interferência em testes de laboratório

Em alguns poucos casos isolados, detectou-se alterações no tempo
de coagulação com o uso do produto. Desta forma, em pacientes
tratados com anticoagulantes cumarínicos (varfarina, femprocumona),
recomenda-se monitoração do tempo de coagulação após início, final
ou durante o tratamento com pantoprazol.

Informe ao seu médico ou cirurgião dentista se você está
fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico.
Pode ser perigoso para a sua saúde.

Reações Adversas do Divena

Reações comuns (ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes que
utilizam este medicamento)

Dor abdominal, diarréia, constipação, flatulência, cefaléia.

Reações incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos pacientes
que utilizam este medicamento)

Náusea/vômito, vertigem, distúrbios visuais (vista turva),
reações alérgicas como prurido (coceira) e exantema (erupção da
pele).

Reações raras (ocorrem entre 0,01% e 0,1% dos pacientes
que utilizam este medicamento)

Boca seca, dores nas articulações, depressão, alucinação,
desorientação, confusão mental.

Reações muito raras (ocorrem em menos de 0,01% dos
pacientes que utilizam este medicamento)

Graves reações de pele e mucosas muitas vezes com formação de
bolhas, destacamento e morte de células, aumento da sensibilidade à
luz, redução do número de células brancas e plaquetas do sangue,
inchaço (edema) periférico, coloração amarelada da pele e/ou dos
olhos (icterícia), elevação dos níveis sangüíneos das enzimas do
fígado, aumento dos triglicerídios, febre, inflamação renal, dor
muscular, reações anafiláticas (de hipersensibilidade intensa),
incluindo o choque anafilático.

Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as
pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo
que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos
adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu
médico ou cirurgião-dentista. Informe também a empresa através do
seu serviço de atendimento.

Interação Medicamentosa do Divena

Assim como os demais membros de sua classe, Pantoprazol
Magnésico Di-Hidratado (substância ativa) pode alterar a absorção
de medicamentos que necessitam da acidez gástrica preservada para a
sua absorção adequada, como o cetoconazol e itraconazol. Isso se
aplica também a medicamentos ingeridos pouco tempo antes de
Pantoprazol Magnésico Di-Hidratado (substância ativa).

Pantoprazol Magnésico Di-Hidratado (substância ativa) não deve
ser administrado ao mesmo tempo com atazanavir (medicamento usado
no tratamento da infecção por HIV) porque reduz a atividade do
atazanavir.

Não há interação medicamentosa clinicamente importante
com diversas substâncias testadas:

Carbamazepina, cafeína, diazepam, diclofenaco, digoxina, etanol,
glibenclamida, metoprolol, naproxeno, nifedipina, fenitoína,
teofilina, piroxicam e contraceptivos orais.

A administração de Pantoprazol Magnésico Di-Hidratado
(substância ativa) simultaneamente aos antibióticos claritromicina,
metronidazol e amoxicilina não demonstrou nenhuma interação
clinicamente significativa.

Não há restrições específicas quanto à ingestão de antiácidos
juntamente com Pantoprazol Magnésico Di-Hidratado (substância
ativa). De maneira geral, o tratamento diário com quaisquer
medicamentos bloqueadores de ácidos por um longo tempo (p. ex.,
mais que três anos) pode levar a uma má absorção da vitamina B12
(cianocobalamina).

Interação Alimentícia do Divena

O consumo de alimentos não interfere com as ações do Pantoprazol
Magnésico Di-Hidratado (substância ativa) no organismo.

Ação da Substância Divena

Pantoprazol Magnésico Di-Hidratado (substância ativa) atua
reduzindo a quantidade de ácido produzido pelo estômago através da
inibição de uma estrutura localizada dentro de células específicas
do estômago (células parietais) responsáveis pela produção de ácido
clorídrico.

Pantoprazol Magnésico Di-Hidratado (substância ativa) é membro
de uma classe de bloqueadores de ácido clorídrico denominada
“inibidores de bomba de prótons”.

O uso de Pantoprazol Magnésico Di-Hidratado (substância ativa)
deve proporcionar o desaparecimento dos sintomas azia, dor
epigástrica e regurgitação ácida. Sua ação ocorre logo após a
administração da primeira dose e o efeito máximo é cumulativo,
ocorrendo dentro de 3 dias.

Após a interrupção do medicamento a produção normal de ácido é
restabelecida dentro de 3 dias.

Divena, Bula extraída manualmente da Anvisa.

Remedio Para – Indice de Bulas A-Z.

Compartilhe esta página!

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #5273
    Anônimo
    Convidado

    Divena Bula

    Compartilhe suas experiências sobre este medicamento com outros usuários.
      • Utilizou este Remédio para?
      • Efeitos colaterais.
      • Resultados.
      • Indicações, sugestões e dicas!
    Acessar a Bula do medicamento.
    Divena Bula Completa extraída da Anvisa
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.
Scroll to top