Slow K Bula

Slow K

Slow K é indicado para pacientes que não toleram ou se recusam a
ingerir potássio líquido ou efervescente.

Essa falta pode ocorrer principalmente devido à ingestão
insuficiente de potássio com a alimentação, ao aumento de sua
eliminação do organismo em razão de alguma doença (vômitos,
diarreia, doença renal ou intestinal , adenomas nas vilosidades,
hipermobilidade intestinal, fístula intestinal, abuso crônico de
laxantes e doenças metabólicas), uso de certos medicamentos ou
ainda devido a outras doenças que levem a redução de potássio no
sangue, como a paralisia muscular (paralisia hipocalêmica familiar)
e a anemia megaloblástica.

Como o Slow-K funciona?


Slow-K é uma formulação de liberação sustentada que contém
cloreto de potássio (KCl). Esta formulação controla a liberação de
KCl, assim quantidades adequadas de KCl estão disponíveis em seu
organismo durante todo o dia.

O potássio é fundamental para o metabolismo do corpo humano,
estando envolvido no balanço hídrico, equilíbrio ácido-alcalino,
síntese de proteínas, condução nervosa, produção de energia,
contração muscular, síntese de ácidos nucléicos e controle de
batimentos cardíacos e função renal.

Contraindicação do Slow-K

Não utilize Slow-K se tiver alergia aos componentes
de sua fórmula e nas seguintes condições:

  • Doença cardíaca;
  • Doenças graves dos rins;
  • Síndrome de Addison (mau funcionamento das glândulas
    suprarrenais);
  • Desidratação;
  • Níveis altos de potássio no sangue (hipercalemia);
  • Queimaduras graves;
  • Complicações metabólicas que ocorrem após o tratamento de
    câncer;
  • Paralisia hipercalcêmica periódica;
  • Diarreia (grave ou crônica);
  • Qualquer tipo de obstrução à passagem dos alimentos pelo trato
    gastrointestinal;
  • Uso de certos diuréticos (como espironolactona, triantereno ou
    amilorida).

Não use Slow-K se você tiver um diagnóstico de acidose
metabólica, se você fez qualquer cirurgia do intestino (por ex.
colostomia, ileostomia), se tiver dificuldade em eliminar potássio
(por ex. devido a deficiências nos rins) ou alguns açúcares
específicos.

Insuficiência Renal

Para pacientes com média a moderada insuficiência renal Slow-k
deve ser administrado com extrema precaução, com monitoramento
frequente do potássio sérico devido ao aumento do risco de
hipocalemia. Slow-K é contraindicado para pacientes com
insuficiência renal severa.

Insuficiência Hepática

Os estudos não foram realizados para pacientes com insuficiência
hepática. Contudo, Slow-K deve ser administrado com cautela
devido ao aumento da probabilidade de distúrbios eletrolíticos em
pacientes com insuficiência hepática.

Pacientes idosos (65+)

Slow-K deve ser administrado com cautela e com frequente
monitoramento do potássio sérico devido ao aumento do risco de
hipocalemia.

Este medicamento é contraindicado para menores de 18
anos de idade.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres
grávidas sem orientação médica ou do
cirurgião-dentista.

Como usar o Slow-K

É aconselhável tomar o Slow-K durante ou após as refeições para
minimizar irritação gástrica.

As drágeas devem ser ingeridas inteiras, com ajuda de líquido,
durante as refeições enquanto estiver sentado. Se você tiver
problemas para engolir as drágeas, ou se eles parecerem ficar em
sua garganta, consulte o seu médico, pois isso poderá causar
irritação podendo levar a úlceras.

A dose usual para adultos no início do tratamento é de 2 a 3
drágeas por dia para prevenção e de 5 a 11 drágeas por dia para
correção da deficiência de potássio. A dose pode ser
individualizada e ajustada de acordo com a recomendação médica.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os
horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu
médico. 

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou
mastigado.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o
Slow-K?


Tomar Slow-K no mesmo horário todos os dias ajudará você a
lembrar de tomar o medicamento. Se você se esqueceu de tomar uma
dose deste medicamento, mas se lembrou até 2 horas depois, tome a
dose esquecida imediatamente com um copo cheio de água ou outro
líquido. Então, é só retomar o esquema de administração de dose
habitual. No entanto, se você só se lembrar muito tempo depois, não
tome a dose esquecida e, então, retome o esquema de administração
de dose habitual. Não duplique a dose. Não estenda o tempo de
tratamento orientado pelo médico. Esta informação é especialmente
importante se você está tomando diuréticos e digitálicos para
doenças cardíacas.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico
ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Precauções do Slow-K

Na ocorrência de náuseas ou vômitos intensos, dores fortes na
barriga, gases, diarreia ou sangramento junto com os vômitos ou as
fezes, pare imediatamente de tomar a medicação.Seu médico poderá
solicitar exames de sangue periódicos para controlar o tratamento
ou mesmo a realização de outros exames, como eletrocardiogramas,
monitoramento de pH e níveis séricos de outros eletrólitos (por ex.
magnésio).

Informe ao seu médico sobre qualquer medicamento que
esteja usando, antes do início ou durante o
tratamento.

Pacientes com ostomias podem ter um tempo de trânsito intestinal
alterado e são melhor tratados com outras formas de sais de
potássio.

Crianças

Não há dados de segurança e eficácia estabelecidos para o uso
deste medicamento em crianças, não sendo seu uso recomendado nesta
população.

Gravidez e amamentação

Não é recomendado o uso desde medicamento durante a gravidez e
mesmo durante a amamentação, Slow-K deve ser administrado somente
se absolutamente necessário, sendo o risco benefício cuidadosamente
avaliado.

Preparações de potássio sólidas orais devem ser administradas se
tal tratamento for considerado essencial.

Atenção diabéticos: contém açúcar.

Efeitos sobre a capacidade de dirigir veículos e/ou
operar máquinas

Slow-K não tem qualquer efeito conhecido sobre a capacidade de
conduzir e operar máquinas.

Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na
vigência do tratamento ou após o seu término. Informe ao seu médico
se estiver amamentando.

Reações Adversas do Slow-K

Pode ser observado após o uso deste
medicamento:

  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Dores abdominais;
  • Gases;
  • Diarreia;
  • Outras alterações gastrointestinais (como obstrução,
    sangramento e ulceração);
  • Coceira na pele;
  • Urticária.

Outros efeitos podem ser observados pelo aumento do nível de
potássio o que pode agravar problemas nos rins e ocasionar
problemas cardíacos.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou
farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do
medicamento.

Informe também à empresa através de seu serviço de
atendimento.

Composição do Slow-K

Cada drágea de Slow-K contém: 

600 mg de cloreto de potássio (equivalente a 315 mg de
potássio).

Excipientes:

álcool cetoestearílico, gelatina, estearato de magnésio, goma
arábica, dióxido de titânio, talco, sacarose, óxido de ferro
vermelho, óxido de ferro amarelo e cera de carnaúba.

Apresentação do Slow-K


Embalagem com 20 drágeas.

Uso oral.

Uso adulto.

Superdosagem do Slow-K

Em caso de ingestão excessiva de Slow-K interrompa
imediatamente o medicamento e procure seu médico ou hospital.

Em casos de uso de grande quantidade deste medicamento,
procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do
medicamento, se possível.

Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais
orientações.

Interação Medicamentosa do Slow-K

Informe o seu médico se estiver tomando ou se tomou recentemente
outros medicamentos. Pode ser necessário alterar a dose ou, em
alguns casos, parar o uso de um dos medicamentos.

Particularmente, é importante informar o seu médico o
uso dos seguintes medicamentos:

  • Diuréticos poupadores de potássio (por ex. espironolactona,
    triantereno, amilorida) utilizados no tratamento da hipertensão e
    doenças cardíacas;
  • Inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA) (por ex.
    lisinopril, captopril) utilizados no tratamento da
    hipertensão;
  • Antagonistas dos receptores da angiotensina-II (por ex.
    valsartana, losartana) utilizados no tratamento da
    hipertensão;
  • Anti-inflamatório não-esteroidal (AINES) (por ex. indometacina)
    utilizados para aliviar a dor e inflamação;
  • Beta-bloqueadores (por ex. atenolol, bopindolol) utilizados no
    tratamento da hipertensão;
  • Anticolinérgicos (drogas que bloqueiam a acetilcolina e as
    ações do nervo transmissor são utilizadas para tratar uma variedade
    de desordens tais como cólicas gastrointestinais, espasmos na
    bexiga, asma, desordens do movimento, espasmos musculares,
    antagonistas no envenenamento com certas substâncias tóxicas e como
    coadjuvante anestésico);
  • Heparina usada como coadjuvante sanguíneo;
  • Digoxina usada no tratamento de alterações no batimento
    cardíaco;
  • Ciclosporina usada para controlar o sistema imunológico de seu
    corpo, a fim de prevenir a rejeição de órgãos transplantados;
  • Inibidores da bomba de prótons (por ex. omeprazol, pantoprazol)
    utilizados no tratamento da hiperacidez estomacal (dispepsia
    ácida).

Informe ao seu médico sobre qualquer medicamento que
esteja usando, antes do início ou durante o
tratamento.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está
fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico.
Pode ser perigoso para a sua saúde.

Ação da Substância Slow-K

Resultados de eficácia

Cloreto de potássio solução injetável a 10,15 e 19,1% para
reposição dos estoques de potássio exauridos por diuréticos, por
diarreia intensa, por doenças renais e por intoxicação
medicamentosa.

Segundo MORGAN amp; DAVISON (1980), a suplementação com cloreto
de potássio em pacientes que utilizam diuréticos tiazídicos pode
diminuir a frequência da hipocalemia de 48% para 17%, devendo ser
considerada pelo médico.

Conforme Carpenter (1971), a cólera na sua forma mais severa
ocorre uma perda rápida de fluídos e eletrólitos pelo sistema
gastrointestinal, consequentemente resultando em choque
hipovolêmico. A sua terapia requer uma adequada reposição dos
fluídos e eletrólitos perdidos e a reposição de potássio deve ser
feita por via intravenosa, sendo geralmente utilizada para
concentração entre 8 a 10 mEq/L.


Características farmacológicas

O Cloreto de potássio é um repositor de eletrólito, sendo
formado por potássio e cloreto, dois íons normais e abundantes no
organismo. É quantitativamente o principal constituinte
eletrolítico do espaço intracelular. Desempenha um papel essencial
na manutenção do volume intracelular, pois participa do equilíbrio
hidroeletrolítico e estabilidade de membrana celular. O potássio é
necessário para a condução dos impulsos nervosos em tecidos
especiais como o coração, cérebro e o músculo esquelético e para a
manutenção das funções renais e do equilíbrio ácido-base.

São necessárias algumas concentrações intracelulares de potássio
para numerosos processos metabólicos celulares. O cloreto de
potássio também é ativador das ATPases das membranas envolvidas em
trabalhos osmóticos (transporte ativo) e sua deficiência no
organismo pode causar sérios problemas. A administração de cloreto
de potássio é seguida pela difusão destes íons para setores do
espaço intra e extracelular. A direção e a velocidade destas
passagens são ditadas por fatores como a concentração prévia dos
íons, presença de proteínas, hormônios, outros eletrólitos, etc.
Desta forma, torna-se problemático tentar enquadrar o sal dentro da
farmacocinética convencional. O cloreto de potássio é eliminado
principalmente pela urina (90%) e parcialmente pelas fezes
(10%).

Cuidados de Armazenamento do Slow-K

Conservar Slow-K em temperatura ambiente (entre 15ºC e
30ºC) e proteger da umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide
embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido.
Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Slow-K são drágeas, rendondas, biconvexas, de cor laranja
pálido.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso
ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no
aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá
utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das
crianças.

Dizeres Legais do Slow-K

Reg. MS 1.0107.0332

Farm. Resp.:

Edinilson da Silva Oliveira
CRF-RJ 18.875

Fabricado por:

Sandoz Group Saglik Urunleri Ilacari Sanayi ve Ticaret A.S.
Gebze – Turquia

Importado por:

GlaxoSmithKline Brasil Ltda.
Estrada dos Bandeirantes, 8464
Rio de Janeiro – RJ – Brasil
C.N.P.J. n° 33.247.743/0001-10

Venda sob prescrição médica.

Slow-K, Bula extraída manualmente da Anvisa.

Remedio Para – Indice de Bulas A-Z.

Compartilhe esta página!

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #12375
    Anônimo
    Convidado

    Slow K Bula

    Compartilhe suas experiências sobre este medicamento com outros usuários.
      • Utilizou este Remédio para?
      • Efeitos colaterais.
      • Resultados.
      • Indicações, sugestões e dicas!
    Acessar a Bula do medicamento.
    Slow K Bula Completa extraída da Anvisa
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.
Scroll to top