Impere Bula

Impere

  • Ter que ir ao banheiro com muita frequência, também chamada
    “frequência urinária”;
  • Ter uma forte necessidade de ir ao banheiro imediatamente,
    também chamada “urgência”;
  • Perdas de urina, vazamento ou acidentes úmidos, também chamados
    “incontinência urinária”.

O Impere não foi estudado em crianças.

Contraindicação do Impere

Bexiga hiperativa ocorre quando acontecem as contrações
involuntárias da sua bexiga. Quando essas contrações musculares
acontecem com muita frequência você apresenta os sintomas de bexiga
hiperativa, que são frequência urinária, urgência urinária, e que
podem estar acompanhados ou não de incontinência urinária
(vazamento). O Impere atua nos músculos da bexiga para ajudar a
controlar essas contrações involuntárias.

Como usar o Impere

Tome Impere exatamente como prescrito. Seu médico prescreverá a
dose que é certa para você. Seu médico pode prescrever uma dose
menor se você tiver certas condições de saúde, tais como problemas
no fígado ou rins.

Você deve tomar um comprimido de Impere uma vez ao dia, com ou
sem alimento.

Você deve tomar Impere com líquido e engolir o comprimido
inteiro.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os
horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o
tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não deve ser partido ou
mastigado.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o
Impere?


Caso você esqueça de tomar uma dose de Impere, comece tomando
Impere novamente no dia seguinte. Não tome duas doses de Impere no
mesmo dia.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico
ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Precauções do Impere

Antes de iniciar o Impere informe seu médico ou
profissional de saúde sobre todas as suas condições médicas
incluindo se você:

  • Tem qualquer problema de estômago ou intestino ou problemas com
    constipação (intestino preso).
  • Tem problema para esvaziar sua bexiga ou você tem um jato de
    urina fraco.
  • Tem um problema no olho chamado glaucoma de
    ângulo-estreito.
  • Tem problemas no fígado.
  • Tem problemas nos rins.
  • Alterações no eletrocardiograma (prolongamento do intervalo
    QT).
  • Está grávida ou tentando ficar grávida (não se sabe se o impere
    pode prejudicar seu bebê não nascido).

Não se sabe se o Impere passa para o leite materno e se isso
pode prejudicar seu bebê. Durante o período de aleitamento materno
ou doação de leite humano, só utilize medicamentos com o
conhecimento do seu médico ou cirurgião-dentista, pois alguns
medicamentos podem ser excretados no leite humano, causando reações
indesejáveis no bebê.

O Impere pode causar efeitos adversos que afetam sua capacidade
de conduzir ou utilizar máquinas; tais como visão turva e
sonolência.

Você não deve dirigir veículos ou operar máquinas, pois sua
habilidade e capacidade de reação podem estar prejudicadas.

Este medicamento contém lactose (açúcar presente no
leite). Se você possui intolerância à lactose, contate o seu médico
antes de tomar esse medicamento.

Reações Adversas do Impere

Reação muito comum (ocorre em 10% ou mais dos pacientes
que utilizam este medicamento)

Boca seca.

Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que
utilizam este medicamento)

Visão borrada, prisão de ventre grave (constipação) (ligue para
seu médico se você sentir dor na área do estômago [abdominal] ou
fique constipado por três ou mais dias), náusea (sensação de
desconforto na região do estômago), dispepsia (distúrbios da
digestão), dor abdominal.

Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que
utilizam este medicamento)

Infecção do trato urinário, cistite (inflamação da bexiga),
sonolência, disgeusia (diminuição do paladar), olhos secos, secura
no nariz, doenças de refluxo gastroesofágico (refluxo), garganta
seca, pele seca, dificuldade para urinar, fadiga, edema periférico
(inchaço).

Reação rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que
utilizam este medicamento)

Tonturas, dor de cabeça, obstrução do cólon (obstrução do
intestino), impactação fecal (formação de grande massa endurecida
de matéria fecal no intestino grosso ou do reto, podendo
interromper completamente o movimento do intestino), vômito,
prurido (coceira), retenção urinária, erupção cutânea (lesão da
pele com vermelhidão e saliência).

Reação muito rara (ocorre em menos de 0,01% e 0,001%dos
pacientes que utilizam este medicamento)

Alucinações, estado de confusão, eritema multiforme
(vermelhidão), urticária (lesões avermelhadas na pele, elevadas e
que coçam), angioedema (inchaço da pele e mucosas, mais
frequentemente em extremidades, na área genital e na face,
especialmente ao redor dos olhos e dos lábios).

Reação com incidência desconhecida

Reação anafilática, diminuição do apetite, hiperpotassemia
(aumento do nível de potássio no sangue), delírio, glaucoma
(aumento da pressão dos olhos), irregularidades dos batimentos
cardíacos tais como torsade de pointes, prolongamento
do intervalo QT (alterações do eletrocardiograma), fibrilação
atrial, palpitações e taquicardia, rouquidão, íleo paralítico
(diminuição da atividade intestinal), desconforto abdominal, doença
hepática (doença do fígado), teste de função hepática anormal,
dermatite esfoliativa (doença de pele que gera uma intensa
descamação e coceira em todo corpo), fraqueza muscular,
insuficiência renal.

Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as
pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo
que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos
adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu
médico ou cirurgião-dentista.

População Especial do Impere

Gravidez

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres
grávidas sem orientação médica ou do
cirurgião-dentista.

Composição do Impere

Cada comprimido revestido de 5 mg contém

Succinato de solifenacina*

5,0 mg

Excipiente

1 comprimido revestido

* Equivalente a 3,750 mg de solifenacina.

Excipiente:

Lactose monoidratada , hipromelose , copovidona, celulose
microcristalina + dióxido de silício , amido pré-gelatinizado,
estearato de magnésio, hipromelose + macrogol + dióxido de titânio,
talco e óxido de ferro amarelo.

Cada comprimido revestido de 10 mg contém

Succinato de solifenacina*

10 mg

Excipiente

1 comprimido revestido

* Equivalente a 7,500 mg de solifenacina.

Excipiente:

Lactose monoidratada , hipromelose , copovidona, celulose
microcristalina + dióxido de silício , amido pré-gelatinizado,
estearato de magnésio, hipromelose + macrogol + dióxido de titânio,
talco e óxido de ferro vermelho.

Apresentação do Impere


Comprimido revestido de 5 mg e 10 mg. Embalagem contendo 6, 10,
20, 30, 60, 90, 100*, 200** ou 500** comprimidos.

*Embalagem fracionada.
**Embalagem hospitalar.

Uso oral.

Uso adulto.

Medicamento similar equivalente ao medicamento de
referência.

Superdosagem do Impere

Se você tomar mais comprimidos que o prescrito poderá sentir
qualquer um dos seguintes sintomas: pupilas fixas e dilatadas,
visão borrada, falha no exame de reflexo cutâneo plantar, tremores
e pele seca.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento,
procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do
medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você
precisar de mais orientações.

Interação Medicamentosa do Impere

Se você está tomando um remédio com cetoconazol você não deve
exceder a dose diária de 5 mg de Impere.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está
fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico.
Pode ser perigoso para a sua saúde.

Ação da Substância Impere

Resultados de eficácia

Succinato de Solifenacina (substância ativa) foi avaliado em
quatro estudos clínicos multicêntricos de 12 semanas, duplo-cegos,
randomizados, placebos-controlados, de grupos paralelos para
tratamento da bexiga hiperativa em pacientes tendo os sintomas de
frequência urinária, urgência, e/ou incontinência de urgência ou
mista (com uma predominância de urgência). Os critérios de entrada
requeriam que os pacientes tivessem sintomas de bexiga hiperativa
com duração de no mínimo três meses. Esses estudos envolveram 3.027
pacientes (1.811 com Succinato de Solifenacina (substância ativa) e
1.216 com placebo), e aproximadamente 90% desses pacientes
completaram os estudos de 12 semanas.

Dois dos quatro estudos avaliaram doses de Succinato de
Solifenacina (substância ativa) de 5 e 10mg e os outros dois
avaliaram somente uma dose de 10mg. Todos os pacientes que
completaram os estudos de 12 semanas foram elegíveis para entrar em
um estudo aberto, de longa duração. Oitenta e um por cento dos
pacientes que entraram nesse estudo de extensão completaram o
período de tratamento adicional de 40 semanas. A maioria dos
pacientes era caucasiana (93%) e do sexo feminino (80%) com uma
média de idade de 58 anos.

O objetivo primário nos quatro estudos foi a alteração média da
linha de base para as 12 semanas no número de micções/24 horas. Os
objetivos secundários incluíram a variação média da linha de base
para as 12 semanas no número de episódios de incontinência/24
horas, e o volume médio expelido por micção. A eficácia de
Succinato de Solifenacina (substância ativa) foi similar entre sexo
e idade dos pacientes. A redução média no número de micções por 24
horas foi significantemente maior com Succinato de Solifenacina
(substância ativa) 5mg (2,3; p lt; 0,001) e Succinato de
Solifenacina (substância ativa) 10mg (2,7; p lt; 0,001) comparado
ao placebo (1,4).

A redução média no número de episódios de incontinência por 24
horas foi significantemente maior nos grupos tratados com Succinato
de Solifenacina (substância ativa) 5mg (1,5; p lt; 0,001) e
Succinato de Solifenacina (substância ativa) 10mg (1,8; p lt;
0,001) comparado ao placebo (1,1). O aumento médio no volume por
micção foi significantemente maior com Succinato de Solifenacina
(substância ativa) 5mg (32,3 mL; p lt; 0,001) e Succinato de
Solifenacina (substância ativa) 10mg (42,5 mL; p lt; 0,001)
comparado com placebo (8,5 mL).

Caracterísiticas farmacológicas

Mecanismo de ação

Solifenacina é um antagonista competitivo dos receptores
muscarínicos com seletividade maior para a bexiga urinária que para
as glândulas salivares in vivo. Receptores muscarínicos
têm um papel importante em várias funções principais mediadas
colinergicamente, incluindo contrações da musculatura lisa da
bexiga urinária e estimulação da secreção salivar.

Farmacocinética

Absorção

Após administração oral de Succinato de Solifenacina (substância
ativa) a voluntários sadios, os níveis de pico plasmático
(Cmáx) da solifenacina foram atingidos entre 3 a 8 horas
após administração, e no estado de equilíbrio variaram de 32,3 a
62,9 ng/mL para comprimidos de Succinato de Solifenacina
(substância ativa) de 5 e 10mg, respectivamente. A
biodisponibilidade absoluta da solifenacina é de aproximadamente
90%, e as concentrações plasmáticas de solifenacina são
proporcionais à dose administrada.

Efeito do alimento

Não há efeito significante do alimento na farmacocinética da
solifenacina.

Distribuição

Solifenacina é aproximadamente 98% (in vivo) ligada às
proteínas plasmáticas humanas, principalmente à alfa1-glicoproteína
ácida. Solifenacina é altamente distribuída nos tecidos, tendo um
volume de distribuição médio no estado de equilíbrio de 600 L.

Metabolismo

Solifenacina é extensivamente metabolizada no fígado. A via
primária de eliminação é por meio do CYP3A4; entretanto, existem
vias metabólicas alternativas. As rotas metabólicas primárias da
solifenacina são através da N-oxidação do anel quinuclidina e 4R-
hidroxilação do anel tetrahidroisoquinolina. Um metabólito
farmacologicamente ativo (4R-hidroxi solifenacina), ocorrendo em
baixas concentrações e improvável de contribuir significantemente
para atividade clínica, e três metabólitos farmacologicamente
inativos (N-glucuronídeo e o N-óxido e 4R-hidroxi-N-óxido de
solifenacina) foram encontrados no plasma humano após dose oral. O
clearance sistêmico da solifenacina é 9,39 L/h. A meia-vida de
eliminação da solifenacina após dose crônica é aproximadamente
45-68 horas.

Excreção

Após a administração de 10mg de 14C-succinato de
solifenacina a voluntários sadios, 69,2% da radioatividade foi
recuperada na urina e 22,5% nas fezes no decurso de 26 dias. Menos
que 15% (como valor médio) da dose foram recuperados na urina como
solifenacina intacta. Os maiores metabólitos identificados na urina
foram N-óxido de solifenacina, 4R-hidroxi solifenacina e 4R-
hidroxi-N óxido de solifenacina e nas fezes 4R-hidroxi
solifenacina.

Farmacocinética em Populações Especiais

Idade

Estudos de dose múltipla de Succinato de Solifenacina
(substância ativa) em voluntários idosos (65 a 80 anos) mostraram
que valores de Cmáx, AUC e t1/2 foram 20- 25%
maiores quando comparados com voluntários mais jovens (18 a 55
anos).

Pediátrico

A farmacocinética da solifenacina não foi estabelecida em
pacientes pediátricos.

Sexo/Raça

A farmacocinética da solifenacina não é significantemente
influenciada pelo sexo. A farmacocinética da solifenacina não é
influenciada pela raça.

Insuficiência Renal

Succinato de Solifenacina (substância ativa) deve ser usado com
cautela em pacientes com insuficiência renal. Há um aumento de 2,1
vezes na AUC e um aumento de 1,6 vezes na t1/2 da
solifenacina em pacientes com insuficiência renal grave. Doses de
Succinato de Solifenacina (substância ativa) maiores que 5mg não
são recomendadas em pacientes com insuficiência renal grave (CLcr
lt; 30 mL/min).

Insuficiência Hepática

Succinato de Solifenacina (substância ativa) deve ser usado com
cautela em pacientes com função hepática reduzida. Houve um aumento
de duas vezes na t1/2 e 35% de aumento na AUC da
solifenacina em 100 pacientes com insuficiência hepática moderada.
Doses de Succinato de Solifenacina (substância ativa) maiores que
5mg não são recomendadas em pacientes com insuficiência hepática
moderada (Child-Pugh B). Succinato de Solifenacina (substância
ativa) não é recomendado para pacientes com insuficiência hepática
grave (Child-Pugh C).

Eletrofisiologia Cardíaca

O efeito de 10mg e 30mg de succinato de solifenacina no
intervalo QT foi avaliado no momento do pico de concentração
plasmática da solifenacina em um estudo multidose, randomizado,
duplo-cego, com controle positivo (moxifloxacino 400mg) e por
placebo. Os indivíduos foram randomizados para um de dois grupos de
tratamento após receberem placebo e moxifloxacino sequencialmente.
Um grupo (n = 51) seguiu até completar três períodos sequenciais
adicionais de dosagem com solifenacina 10, 20, e 30mg enquanto o
segundo grupo (n = 25) em paralelo completou a sequência de placebo
e moxifloxacino. Os indivíduos do estudo foram mulheres voluntárias
com idade entre 19 e 79 anos. A dose de 30mg de succinato de
solifenacina (três vezes a dose recomendada mais alta) foi
escolhida para uso neste estudo porque esta dose resulta em uma
exposição à solifenacina que ultrapassa aquela observada com a
coadministração de 10mg de Succinato de Solifenacina (substância
ativa) com potentes inibidores do CYP3A4 (p. ex. cetoconazol,
400mg).

Devido à natureza do estudo de escalonamento sequencial de dose,
medidas de ECG na linha de base foram separadas da avaliação final
do QT (da dose de 30mg) por 33 dias.

A diferença mediana da linha de base na frequência cardíaca
associada com as doses de 10 e 30mg de succinato de solifenacina
comparada ao placebo foi -2 e 0 batidas/minuto, respectivamente.
Uma vez que um efeito significante no período QTc
foi observado, os efeitos no QTc foram analisados utilizando o
braço controle paralelo com placebo ao invés da análise
intra-paciente pré-especificada. Os resultados representativos são
mostrados na Tabela 1.

Tabela 1. Alterações no QTc em mseg (90%IC) da linha de
base ao Tmáx (comparado com placebo)*:

Droga/Dose

Método de Fridericia (usando a diferença
mediana)

Solifenacina 10mg

2 (-3,6)

Solifenacina 30mg

8 (4,13)

*Resultados mostrados são aqueles derivados da porção paralela
do desenho do estudo e representa a comparação do Grupo 1 ao tempo
correspondente aos efeitos placebo no Grupo 2.

Moxifloxacino foi incluído como controle positivo neste estudo
e, dada a duração do estudo, o seu efeito no intervalo QT foi
avaliado em três sessões diferentes. As alterações médias
subtraídas (90% IC) no QTcF para moxifloxacino nas três sessões
foram 11 (7, 14), 12 (8, 17), e 16 (12, 21), respectivamente.

O efeito do prolongamento do intervalo QT apareceu mais
intensamente na dose de 30mg comparado com a dose de 10mg da
solifenacina. Embora o efeito da maior dose da solifenacina (três
vezes à dose máxima terapêutica) estudada não pareceu tão grande
quanto com o controle positivo com moxifloxacino na sua dose
terapêutica, os intervalos de confiança sobrepuseram-se. Este
estudo não foi desenhado visando buscar conclusões estatísticas
diretas entre as drogas ou níveis de dose.

Dados de farmacovigilância pós-comercialização confirmaram a
associação do prolongamento do intervalo QT com doses terapêuticas
de succinato de solifenacina em casos com fatores de risco
conhecidos (consulte também seções 5 e 9).

Cuidados de Armazenamento do Impere

Manter à temperatura ambiente (entre 15° e 30°C). Proteger da
luz e manter em lugar seco.

Número do lote e datas de fabricação e validade: vide
embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido.
Guarde-o em sua embalagem original.

Característica do produto

5 mg

Comprimido revestido na cor amarela, circular, biconvexo e
liso.

10 mg

Comprimido revestido na cor rosa, circular, biconvexo e
liso.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso
ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no
aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá
utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das
crianças.

Dizeres Legais do Impere

MS – 1.0235.1258

Farm. Resp.:

Dra. Telma Elaine Spina
CRF-SP n° 22.234

EMS S/A.

Rod. Jornalista F. A. Proença, km 08
Bairro Chácara Assay
CEP 13186-901 – Hortolandia/SP
CNPJ: 57.507.378/0003-65
Indústria Brasileira

SAC

0800 191914

Venda sob prescrição médica.

Impere, Bula extraída manualmente da Anvisa.

Remedio Para – Indice de Bulas A-Z.

Compartilhe esta página!

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #7655
    Anônimo
    Convidado

    Impere Bula

    Compartilhe suas experiências sobre este medicamento com outros usuários.
      • Utilizou este Remédio para?
      • Efeitos colaterais.
      • Resultados.
      • Indicações, sugestões e dicas!
    Acessar a Bula do medicamento.
    Impere Bula Completa extraída da Anvisa
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.
Scroll to top