Dividol Bula

Dividol

Dores osteoarticulares

Artralgia e osteoartrose cervical e lombo-sacral, discopatias
intervetebrais, fraturas, luxações e traumas.

Dores neuríticas

Isquialgias, radiculites, polineurites diabéticas e polineurites
diabéticas e alcoólicas e herpes.

Dores vasculares

Arteriopatias obliterantes dos membros com dor isquêmica,
coronariopatias obstrutivas e infarto do miocárdio.

Dores viscerais

Dor decorrente a derrame pleural e pericardite, cólicas
abdominais, anexites, espasmos uterinos e dismenorreia.

Dores neoplásicas

Neoplasias de origem e estado evolutivo, mieloma múltiplo,
leucemia e outras hemopatias dolorosas.

Dores diversas

Cefaleia tipo hemicrania, mialgias, dores dentárias e estados
dolorosos em pós-operatórios diversos.

Como o Dividol funciona?

Dividol tem ação intensa na redução da dor ao agir no sistema
nervoso central. Apesar disso, não causa alterações
na respiração ou na circulação, mas pode resultar em leve
sonolência e alterações discretas na coordenação motora.

O efeito se manifesta dentro de 1 hora após a administração oral
e perdura por 4 horas.

Contraindicação do Dividol

Dividol é contraindicado a pacientes com história de
hipersensibilidade aos componentes da fórmula. É
contraindicado durante o período de amamentação.

Como usar o Dividol

A posologia de Dividol deve ser ajustada individualmente a
critério médico.

Dividol deve ser utilizado somente por via oral com um copo de
água.

Recomenda-se preferencialmente que Dividol seja ingerido após as
refeições.

De um modo geral, recomenda-se 1 a 2 cápsulas por administração,
até o máximo de 8 cápsulas ao dia, pela via oral.

É conveniente iniciar o tratamento com a dose mais baixa (1
cápsula por vez), aumentando-a somente se necessário.

Nas dores crônicas, é aconselhável fracionar a dose diária em 3
ou 4 administrações regularmente espaçadas ao dia.

O tratamento com Dividol deve ser feito apenas pelo período de
tempo necessário para que ocorra o efeito analgésico.

Quando necessária uma terapia mais prolongada, o médico deverá
determinar a duração da mesma, sendo recomendado um controle
cuidadoso e regular do paciente. Caso o paciente esqueça de tomar
uma dose de Dividol, deverá tomá-la assim que se lembrar,
continuando normalmente o esquema terapêutico prescrito. Não
deverão ser tomadas duas doses ao mesmo tempo para compensar as
doses esquecidas.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou
mastigado.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os
horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu
médico.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o
Dividol?

Caso o paciente esqueça de tomar uma dose de Dividol, deverá
tomá-la assim que se lembrar, continuando normalmente o
esquema terapêutico prescrito. Não deverão ser tomadas duas doses
ao mesmo tempo para compensar doses esquecidas.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico
ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Precauções do Dividol

No caso da terapia a longo prazo com doses elevadas, pode-se
desenvolver dependência, tolerância e síndrome de abstinência.
Em pacientes com tendência a abusar de drogas ou dependência de
drogas, Dividol só deve ser administrado por períodos curtos e sob
rigorosa supervisão médica.

O Dividol não altera a função respiratória em condições clínicas
correntes; pode, todavia, ter uma ação sedativa sob o centro de
tosse e respiração, é aconselhável uso prudente nos casos de
broncopatias obstrutivas crônicas (especialmente com cianose) ou
tratadas com outros medicamentos (por exemplo, pré-anestésicos e
certos anestésicos) observados como depressores do sistema
respiratório.

Nas condições clínicas em que a dor tem particular relevância no
diagnóstico final (por exemplo, em síndromes abdominais agudas e
traumas cranianos) é importante considerar o fato de que o
tratamento com Dividol irá mascarar este sintoma. Nos casos em
que a administração de Dividol provoque sensação de peso no
estômago ou náuseas, é aconselhável ingerir o medicamento com o
estômago cheio.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está
fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico.
Pode ser perigoso para a sua saúde.

Reações Adversas do Dividol

Os eventos adversos relatados estão principalmente relacionados
com o mecanismo de ação de Dividol.

Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que
utilizam este medicamento)

Vertigens, sonolência, vômito, náusea e astenia (fraqueza).

Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que
utilizam este medicamento)

Reações alérgicas, euforia, cefaleia (dor de cabeça), torpor
(diminuição da consciência), palpitação, ondas de calor, diarreia e
sudorese.

Reações com frequência desconhecida

Dependência, sedação, sensação de peso no estômago, dificuldade
de micção (dificuldade de urinar), síndrome de abstinência.

Em alguns casos, o Dividol pode demonstrar um leve efeito
sedativo, com sensação de vertigens, mas de modo geral sem
perturbação das atividades normais.

Os sintomas da síndrome de abstinência de Dividol incluem
agitação, ansiedade, agressividade, hipertensão, sintomas
gastrointestinais, rigidez, tremores e dores generalizadas.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou
farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do
medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de
atendimento.

População Especial do Dividol

Uso em Idosos

Não há problemas em administrar Dividol a pacientes idosos,
contando que sejam seguidas as orientações gerais descritas na
bula.

Gravidez e lactação

Não há dados adequados sobre o uso de Dividol em mulheres
grávidas. Estudos em animais para validação dos efeitos do
medicamento sob a gravidez e/ou desenvolvimento do feto são
insuficientes.

Dividol não deve ser usado durante a gravidez.

Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do
tratamento ou após seu término. Informe ao médico se estiver
amamentando.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres
grávidas sem orientação médica ou do
cirurgião-dentista.

Dirigir ou operar máquinas

Recomenda-se cuidado ao dirigir veículos ou operar máquinas
enquanto estiver tomando Dividol, pois o medicamento pode
prejudicar a atenção e habilidade.

Composição do Dividol

Cada cápsula contém 70 mg de hidroxibenzoato de
viminol.

Excipientes q.s.p.1 cápsula:

talco, lactose, estearato de magnésio.

Superdosagem do Dividol

No caso de superdose é recomendado atendimento médico de
urgência. Não existe um antídoto específico
para hidroxibenzoato de viminol.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento,
procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do
medicamento, se possível.

Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais
orientações. Informe-se também com o SAC Zambon (0800 017 7011

Dividol, Bula extraída manualmente da Anvisa.

Remedio Para – Indice de Bulas A-Z.

Compartilhe esta página!

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #5275
    Anônimo
    Convidado

    Dividol Bula

    Compartilhe suas experiências sobre este medicamento com outros usuários.
      • Utilizou este Remédio para?
      • Efeitos colaterais.
      • Resultados.
      • Indicações, sugestões e dicas!
    Acessar a Bula do medicamento.
    Dividol Bula Completa extraída da Anvisa
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.
Scroll to top