Claquinona Bula

Claquinona

Claquinona é indicado no clareamento gradual de melasmas ou
cloasmas (manchas acastanhadas provocadas pelo sol ou por fontes
artificiais de irradiação, que comprometem o rosto, sendo comuns em
homens e mulheres; nas mulheres, podem estar associadas à gravidez
ou ao uso de anticoncepcionais orais), sardas (manchas acastanhadas
provocadas pelo sol, que aparecem em pessoas muito jovens e de pele
muito clara, normalmente na face, comuns já desde a infância),
melanose solar (manchas acastanhadas provocadas pelo sol, que
aparece em áreas expostas da pele, como dorso das mãos, antebraços
e colo, geralmente em pessoas adultas ou idosas que expuseram muito
ao sol), e em condições nas quais ocorrem hiperpigmentação cutânea
por produção excessiva de melanina.

Claquinona creme possui três filtros solares (benzofenona, octil
metoxicinamato e salicilato de octila) que auxiliam a diminuir a
ação danificadora da luz sobre a pele e que conferem ao produto FPS
15.

Claquinona creme não deve ser utilizado como protetor solar.

Contraindicação do Claquinona

Claquinona é contraindicada a pacientes hipersensíveis à
hidroquinona ou a qualquer componente da fórmula.

Como usar o Claquinona

Aplicar uma fina camada do produto na área a ser tratada, duas
vezes ao dia, ou conforme orientação médica.

Evitar exposição ao sol enquanto estiver fazendo uso de
Claquinona creme.

Caso haja exposição intensa ao sol (praia, piscina, caminhadas,
etc), é aconselhável a utilização de um bloqueador solar, conforme
orientação de seu dermatologista. Após o clareamento da pele,
deve-se proteger as áreas tratadas da radiação solar, com a
aplicação diária de protetores ou bloqueadores solares, ou pelo uso
de roupas protetoras, a fim de prevenir a repigmentação das áreas
cutâneas tratadas.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários,
as doses e a duração do tratamento.

Interrupção no tratamento

Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu
médico.

Precauções do Claquinona

Claquinona não deve ser utilizado em grandes áreas do corpo.

O produto não deve entrar em contato com os olhos. Caso ocorra
contato acidental, lavar os olhos com bastante água e contatar
imediatamente o seu médico. Se o produto entrar em contato com os
lábios, pode ocorrer efeito anestésico e uma sensação amarga.

Claquinona não deve ser usada na pele irritada e na presença de
queimaduras solares.

Claquinona creme não deve ser utilizado como protetor solar.

Claquinona não deve ser utilizada para o clareamento de cílios e
supercílios. Após o clareamento da pele, deve-se evitar exposição
das áreas tratadas ao sol com a aplicação de protetores ou
bloqueadores solares, ou pelo uso de roupas protetoras a fim de
prevenir a repigmentação.

Para avaliar a hipersensibilidade do paciente ao produto,
sugere-se aplicá-lo iniciamente em uma pequena parte de pele
íntegra, na área que apresenta as manchas ou próxima a ela, por 24
horas. O aparecimento de leve vermelhidão não é
necessariamente uma contraindicação, mas o tratamento deve ser
suspenso se ocorrerem reações como prurido, inflamação excessiva
ou
formação de vesículas (bolhas).

Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando,
antes do início, ou durante o tratamento.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os
horários, as doses e a duração do tratamento.

Após o rompimento do lacre da bisnaga, e sempre após o uso do
produto, a tampa e o bico devem ser limpos com lenço de papel, para
evitar o escurecimento dos mesmos, que é normal, em virtude da
oxidação da hidroquinona, quando em contato com o ar. Caso isso
ocorra, o produto pode ser utilizado normalmente, tomando-se o
cuidado de desprezar a parte escurecida do produto no bico da
bisnaga.

Reações Adversas do Claquinona

Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, como
vermelhidão, coceira, descamação, inflamação excessiva, vesículas
(bolhas) e sensação leve de queimação. Outras reações menos
frequentes, como manchas marrons reversíveis nas unhas, também
estão relacionadas com o uso de Claquinona. O uso de produtos
contendo hidroquinona por períodos prolongados pode ocasionar o
surgimento de hiperpigmentação de coloração marrom ou preto-azulada
no local onde o produto foi aplicado, principalmente em pessoas de
pele pouco sensível, que raramente apresentam vermelhidão após a
exposição solar.

Suspender o uso se surgirem irritações e contatar o seu
médico.

População Especial do Claquinona

Gestação e lactação

A segurança do produto em gestantes e mulheres em fase de
amamentação ainda não foi estabelecida e, portanto, a relação
risco-benefício deve ser avaliada para o uso do produto nestas
condições.

Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência
do tratamento ou após o seu término. Informar o médico se está
amamentando.

Crianças

Em crianças menores de 12 anos, a segurança e a eficácia do uso
de hidroquinona não foram determinadas.

Composição do Claquinona

Cada grama do creme contém: 

Hidroquinona 40,0mg
Excipiente* qsp 1,0g

*Propilparabeno, metilparabeno, metabissulfito de sódio, edetato
dissódico di-hidratado, ácido ascórbico, benzofenona, octinoxato,
octissalato, ácido cítrico, palmitato de isopropila,
propilenoglicol, miristilsulfato de sódio + álcool cetoestearilico
+ laurilsulfato de sódio, água purificada.

Superdosagem do Claquinona

Não foram relatadas reações adversas sistêmicas com o uso de
Claquinona tópica. Entretanto, Claquinona deve ser aplicado em
pequenas partes do corpo visto que alguns pacientes apresentaram
eritema transitório e leve sensação de queimação.

Interação Medicamentosa do Claquinona

Peróxido

O uso combinado de Hidroquinona (substância ativa) com produtos
contendo peróxido (peróxido de benzoíla, água oxigenada) pode
provocar escurecimento transitório da pele nas áreas tradadas. Este
escurecimento pode ser revertido com a interrupção do uso
concomitante das preparações e pela limpeza normal das áreas
atingidas.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Hidroquinona
– Legrand Pharma.

Ação da Substância Claquinona

Resultados de Eficácia


Foi realizado estudo para avaliar a eficácia da aplicação uma
vez ao dia de Hidroquinona (substância ativa) a 4% comparada a
creme de ácido 0,75% de ácido kójico de modo a determinar uma
modalidade eficaz para o tratamento de melasma facial. Um total de
60 pacientes com melasma facial foram estudados e acompanhados no
4º, 8º e 12º semana. Na 4º semana de avaliação do tratamento, a
hiperpigmentação facial respondeu mais precocemente ao tratamento
com Hidroquinona (substância ativa) 4% em relação ao creme de ácido
kójico 0,75%. No final do período de tratamento de 12 semanas, a
Hidroquinona (substância ativa) revelou uma superioridade global
como agente hipopigmentante em relação ao creme de ácido kójico. Os
resultados do estudo mostraram que o Hidroquinona (substância
ativa) 4% é um agente hipopigmentante melhor e com mais rápida taxa
de melhora quando comparado ao ácido kójico
0,75%[1].

Referência:

[1] Monteiro RC, Kishore BN, Bhat
RM, Sukumar D, Martis J, Ganesh HK. A Comparative Study of the
Efficacy of 4% Hydroquinone vs 0.75% Kojic Acid Cream in the
Treatment of Facial Melasma. Indian J Dermatol. 2013 Mar;58(2):157.
doi: 10.4103/0019-5154.108070.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Hidroquinona
– Legrand Pharma.

Características Farmacológicas


Havens e Tramposch observaram que a Hidroquinona (substância
ativa) atuaria, não como inibidora da tirosinase, mas como um
substrato alternativo da enzima, competindo com a tirosina por esta
enzima[2]. Palumbo et al, 1992, comprovaram que o efeito
inibitório da Hidroquinona (substância ativa)na na melanogênese
seria o resultado de uma competição eficaz da mesma com a tirosina
pela enzima tirosinase[3].

Assim, uma vez que a melanogênese é afetada pela ação da
Hidroquinona (substância ativa) quando aplicada topicamente, ocorre
a interrupção da formação de melanina e subsequente clareamento
reversível da pele.

Hidroquinona (substância ativa) na forma creme apresenta em sua
fórmula três filtros solares (benzofenona, octil metoxicinamato e
salicilato de octila) que auxiliam na prevenção da repigmentação da
pele tratada, que pode ser causada pela exposição da pele clareada
à radiação solar e ultravioleta e que conferem ao produto FPS
15.

Referências:

[2] Havens MB, Tramposch KM.
Hydroquinone inhibits tyrosinase activity by acting as an alternate
substrate. J Invest Dermatol 1986.
[3] Palumbo A, d’Ischia M, Misuraca G, Prota G. Skin depigmentation
by hydroquinone: a chemical and biochemical insight. Pigm Cell Res
1992.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Hidroquinona
– Legrand Pharma.

Cuidados de Armazenamento do Claquinona

Manter à temperatura ambiente (15°C a 30°C). Proteger da luz e
manter em lugar seco.

O número do lote as datas de fabricação e validade, estão
impressos no cartucho do medicamento.

Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
Antes de usar observe o aspecto do medicamento.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das
crianças.

Dizeres Legais do Claquinona

Reg. MS: no 1.0583.0634

Farm.Resp.:

Dra. Maria Geisa P. de Lima e Silva
CRF-SP no 8.082

Registrado por:

Germed Farmacêutica LTDA
Rod. Jornalista F. A. Proença, km 08
Bairro Chácara Assay Hortolândia/SP CEP 13186-901
CNPJ: 45.992.062/0001-65
Indústria Brasileira

Fabricado por: EMS S/A.

Rod. Jornalista F. A. Proença, km 08 Bairro Chácara Assay
Hortolândia/SP –
CEP 13186-901

Claquinona, Bula extraída manualmente da Anvisa.

Remedio Para – Indice de Bulas A-Z.

Compartilhe esta página!

Remédio Para Fóruns Bulas de Medicamentos Claquinona Bula

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #3161
    Anônimo
    Convidado

    Claquinona Bula

    Compartilhe suas experiências sobre este medicamento com outros usuários.
      • Utilizou este Remédio para?
      • Efeitos colaterais.
      • Resultados.
      • Indicações, sugestões e dicas!
    Acessar a Bula do medicamento.
    Claquinona Bula Completa extraída da Anvisa
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.
Scroll to top