Acarsan Bula

Acarsan

Contraindicação do Acarsan

– Durante gravidez e lactação.
– Crianças menores de 2 anos.
– Não utilizar sobre lesões de pele, feridas e queimaduras.

Como usar o Acarsan

– Pediculose (piolhos):
No caso de piolho, aplique Acarsan (benzoato de benzila) no couro
cabeludo seco e outras partes afetadas (não deixando atingir a
face), friccionando levemente e deixando agir até o próximo banho,
após no máximo 24 horas. Caso haja irritação importante, enxaguar
quando se iniciarem os sintomas com água morna em abundância. Se
persistirem os sintomas, mesmo após o enxágue, procurar orientação
médica. Fazer a aplicação por três dias consecutivos. Para remoção
das lêndeas dos pêlos, após o banho, usar solução de água com
vinagre em partes iguais para dissolver
a substância que prende as lêndeas aos fios de cabelo; retirar com
pente fino. Realizar o tratamento do modo indicado acima ou de
acordo com orientação médica.
– Escabiose (sarna) ou Ftiríase (chato):
– Antes da aplicação do medicamento, tome um banho quente,
esfregando bem a pele com o auxílio de um sabonete neutro e
enxaguando normalmente.
– Seque o corpo e aplique Acarsan (benzoato de benzila) sobre todo
o corpo, do pescoço para baixo, nos locais onde a escabiose é mais
comum (regiões interdigitais, axilas, abdômen e glúteos) e também
na região posterior às orelhas (no caso de sarna) ou na região
púbica (chatos), evitando o conta to com a face, olhos, mucosas e
meato uretral.
– Quando a primeira camada estiver seca, aplique uma segunda camada
do medicamento.
– Deixe agir por 12 a 24 horas. Após este período, tome outro
banho, colocando roupas limpas. Fazer o tratamento durante 3 noites
consecutivas (ou segundo orientação médica). Caso haja irritação
importante, enxaguar quando se iniciarem os sinto mas com água
morna em abundância. Se persistirem os sintomas, mesmo após o
enxágue, procurar orientação médica.
– Repita a aplicação, após 1 semana de intervalo, pois o
medicamento não age nos ovos dos parasitas (por estarem abrigados
sob a pele, nos sulcos provocados pelo parasita). Após este período
os ovos liberam novos parasitas reinfestando novamente o
indivíduo.
– Lave e ferva a roupa de cama e de uso pessoal diariamente.
Trate também os outros moradores da residência.
Realizar o tratamento do modo indicado acima ou de acordo com
orientação médica.

Precauções do Acarsan

O benzoato de benzila é irritante aos olhos e às mucosas,
podendo irritar a pele com sensação de coceira, queimação e
vermelhidão em mais ou menos 20% dos pacientes. Reações de
hipersensibilidade, dermatite de contato, eritema bolhoso podem
ocorrer, raramente, devendo ser retirado o medicamento da pele ou
couro cabeludo com água e sabão e interromper o tratamento. Deve-se
consultar um médico caso persista a irritação. Gravidez e lactação:
categoria b de risco na gravidez.

Reações Adversas do Acarsan

O benzoato de benzila é irritante aos olhos e às mucosas,
podendo irritar a pele com sensação de coceira, queimação e
vermelhidão em mais ou menos 20% dos pacientes. Estas reações
ocorrem principalmente quando a pele está bem escarificada pelo ato
de coçar e, em geral, são transitórias. Caso ocorra alguma destas
reações, deve-se lavar o local afetado com água abundantemente e
caso ainda haja persistência dos sintomas, deve-se procurar
orientação médica imediatamente. Entretanto, a coceira pode, em
algumas vezes, persistir por mais de uma semana, não indicando
falha de tratamento. Reações de hipersensibilidade, dermatite de
contato, eritema bolhoso podem ocorrer, raramente, devendo ser
retirado o medicamento da pele ou couro cabeludo com água e sabão e
interromper o tratamento. Deve-se consultar um médico caso persista
a irritação. Quando acidentalmente ingerido, o benzoato de benzila
pode causar estimulação do Sistema Nervoso Central (agitação e
convulsão), vertigem, dor de cabeça, náuseas, vômitos, diarreias,
dispneia, cianose, colapso circulatório e reações cutâneas
eritematosas.
Em estudo de toxicidade em animais verificou-se que os gatos são
peculiarmente hipersensíveis à aplicação tópica de benzoato de
benzila, ao contrário de animais domésticos maiores como os
cachorros. Deve-se, portanto, evitar o seu uso em ani mais
domésticos sem a supervisão de um veterinário.

População Especial do Acarsan

Gravidez e Lactação:
A absorção do benzoato de benzila pela pele é mínima. Estudos em
animais não demonstraram teratogenicidade. Não existem estudos
controlados em gestantes, entretanto, também não há relatos
isolados de mutagenicidade ou teratogenicidade devido à utilização
de benzoato de benzila.

Idosos:
Não há relatos que justifiquem tratamento diferencial para essa
população, desde que sejam tomadas as precauções de uso do
medicamento.

Superdosagem do Acarsan

Quando utilizado corretamente, o risco de intoxicação com o
medicamento é praticamente inexistente. Podem, entretanto, ocorrer
reações de hipersensibilidade.

Interação Medicamentosa do Acarsan

Benzoato de Benzila (substância ativa) pode irritar a pele e
mucosas, não sendo recomendado o uso de outras substâncias que
também tenham ação irritativa ou lesiva sobre a pele (como o ácido
salicílico, hidroquinona, etc.), pois poderá ocorrer uma
potencialização do efeito lesivo.

Ação da Substância Acarsan

Resultados da eficácia

Estudos demonstram que o tratamento com Benzoato de Benzila
(substância ativa) é capaz de apresentar uma eficácia de 100% após
uma única aplicação em até 24h e após três semanas de
acompanhamento. Estudos revelam que quando diluído a 25% erradica
os ácaros em três horas.

O Benzoato de Benzila (substância ativa) é frequentemente
utilizado em diversos países para o tratamento de escabiose, uma
vez que estudos revelam que este tratamento apresenta uma
porcentagem de eficácia de 76%.

O Benzoato de Benzila (substância ativa) é tóxico para o sistema
nervoso central dos ácaros e age nos ovos também. Revisões de
literatura apresentam o Benzoato de Benzila (substância ativa) como
um tratamento eficaz no combate da escabiose.

Em um estudo clínico o tratamento com Benzoato de Benzila
(substância ativa) na concentração de 10% a 20% foi efetivo em
tratar pacientes adultos e crianças que apresentavam coceira,
prurido e irritação na pele causados por escabiose.


Características Farmacológicas

O Benzoato de Benzila (substância ativa) é utilizado eficazmente
no tratamento da escabiose e pediculose. Seu efeito rápido e seguro
fazem com que desapareçam prontamente todos os sintomas, inclusive
o prurido, permitindo a cura na quase totalidade dos casos, com um
único tratamento. A trolamina, garante perfeita penetração cutânea,
facilitando o acesso aos túneis intradérmicos dos parasitas.

A forma de apresentação de Benzoato de Benzila (substância
ativa) não é oleosa, possui cheiro aromático e normalmente, não
irrita ou resseca a pele.

Dizeres Legais do Acarsan

Alberto Jorge Garcia Guimarães CRF-SP nº 12449

Acarsan, Bula extraída manualmente da Anvisa.

Remedio Para – Indice de Bulas A-Z.

Compartilhe esta página!

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #79
    Anônimo
    Convidado

    Acarsan Bula

    Compartilhe suas experiências sobre este medicamento com outros usuários.
      • Utilizou este Remédio para?
      • Efeitos colaterais.
      • Resultados.
      • Indicações, sugestões e dicas!
    Acessar a Bula do medicamento.
    Acarsan Bula Completa extraída da Anvisa
Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.
Scroll to top